Procurando fantasmas

caça-fantasmas

Até agora, elas estão com tudo. Dos três filmes mais divertidos do ano, as mulheres são protagonistas de dois. Uma média espetacular, ainda mais quando a turminha ainda discute se as meninas são engraçadas ou não.

A estreia de Caça-Fantasmas parece sepultar de vez qualquer tentativa de tirar o humor da mulherada. A maioria das críticas (todas que eu li, na verdade) aponta que o grande trunfo do reboot dirigido por Paul Feig (escrito por ele e Katie Dippold) é justamente ter escolhido garotas para formarem o quarteto de caçadores de espectros de outro mundo.

Só mesmo um desinformado (ou um miolo mole contaminado por má fé) poderia acreditar que Kristen Wiig, Melissa McCarthy, Leslie Jones e Kate McKinnon estragariam o filme original com piadas panfletárias feministas e mimimi.

Para a turma que “não viu e não gostou”, lá vai uma informação bacana: em muitos aspectos, o atual Caça-Fantasmas é um monstro de marshmallow melhor do que o de 1984.

Os efeitos dão conta do recado e o 3D consegue ser agradável (os fantasmas realmente flutuam). A história tem um bom ritmo, as meninas se entendem para entregar todas as piadas (destaque também para Cris Hemsworth) e as participações especiais com as bênçãos da trupe dos anos 80 conferem um ar de respeito e homenagem que agrada qualquer fã.

E outra, como alguém pode ser estúpido (como os malucos que ameaçaram boicotar o filme por causa das protagonistas) com Paul Feig? Por Deus, o homem usa terno e bengala, foi responsável pela clássica Freaks & Geeks (que ajudou a lançar um bando de marmanjos, como James Franco, Jason Segel e Seth Rogen, mas tinha Linda Cardellini na linha de frente) e vem de três ótimas comédias (Bridesmaids, The Heat e Spy). Certas coisas são imperdoáveis (aqui, um perfil do homem).

As meninas que gostam de protestar bem que poderiam fazer um adesivinho do tipo “Mexeu com Paul, mexeu comigo”.

Apesar que movimentos de nenhum tipo deveriam sequestrar o filme, que é uma diversão ingênua e ligeira, só isso. Mas se as mulheres ajudarem na bilheteria para mostrar que os meninos não devem sair por aí falando asneiras, com certeza o grande Paul agradece.

Para a nossa sorte, o outro bom espetáculo do ano está em cartaz junto com as caçadoras de fantasmas. Procurando Dory traz novamente a personagem que tem perda de memória de Procurando Nemo (2003). Dublada por Ellen DeGeneres (sim, comediante e engraçada), Dory busca aquilo que sempre procuram nos filmes da Disney/Pixar: uma família.

Divertida, alto astral e doidinha, é outra mulher hilária dominando as telas.

Aliás, duas garotas estão tanto em Caça-Fantasmas quanto em Procurando Dory. Sigourney Weaver, elemento fundamental da obra de 1984, aparece na nova versão e também empresta sua voz para cenas do filme com os peixes; e Kate McKinnon dubla um dos habitantes do mar.

Certo, e o terceiro filme mais legal do ano? Bem, esse é masculino por excelência: Deadpool. Mas não deixa de ser romântico, afinal o maluco faz tudo por causa de uma garota.

Ainda repercutindo um pouco essa ideia sobre “meninas não terem graça”, vale muito a leitura dessa entrevista com o espetacular senhor Louis C.K. Ele aponta Samantha Bee como uma das pessoas mais engraçadas do planeta e em determinado momento, ao ser perguntado se é feminista, larga essa frase: “I don’t feel strongly enough about anything to give myself a label. My daughter is a feminist and I identify with her, with her rights and her feelings, and I’m listening to her. I’m learning from her. But I think the second you say “I am this,” you’ve stopped listening and learning.”.

Simples assim.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s